• Mariana Caroline Pradella

Você sente MEDO ou ANSIEDADE? Quais são as suas ligações?

O medo é algo que sabemos nomear, por exemplo, “tenho medo de cachorro, tenho medo de avião”, existe um objeto. A ansiedade é quando não conseguimos entender do que especificamente temos medo, ficamos na expectativa de algo que pode acontecer, gera uma sensação de angustia e pânico.

A ansiedade pode ser boa ou ruim, a ansiedade boa é aquela que nos causa a ânsia de buscar algo novo, de acordar no outro dia, de trabalhar, viajar, amar, se programar para algo que te de prazer... já a ânsia ruim é aquela que nos faz sofrer antecipadamente por algo, uma pessoa muito ansiosa tem medo do futuro.


O medo e a ansiedade, fisiologicamente falando,é um tipo de reação que ocorre no cérebro ligado a nossa sobrevivência, o cérebro recebe um estímulo e dispara uma substância para a supra renal, que libera adrenalina e cortisol, essa reação é acionada quando estamos em situação de risco.


Como a ansiedade é subjetiva, toda vez que há um excesso de ansiedade, ela deixa de ser protetora para ser adoecedora, então a ansiedade crônica vai disparar os tais dos transtornos de ansiedade, como o pânico, ansiedade generalizada, as fobias, fobia social (medo exagerado de se expor em público, falar em público). É uma sensação de desconforto que se torna frequentemente vago e difícil de descrever ou localizar.


Freud define a ansiedade como um estado emocional desagradável, acompanhado de sensações físicas que alertam um perigo eminente. Uma vez que um estado de ansiedade se estabelece, a ansiedade absorve todos os outros sentimentos, com o progresso da repressão, e com a passagem ao inconsciente de boa parte das outras ideias que são carregadas de afeto eque foram conscientes, todos os afetos podem ser transformados em ansiedade.


Eu, particularmente falando, não gosto e não costumo passar para os meus pacientes “receitas” de nada, como por exemplo, faça meditação, faça atividade física, se alimente bem... etc... pois o “buraco é mais embaixo”, isso quer dizer, é fácil ficar passando receita disso ou daquilo, o que dá uma sensação momentânea de melhora, mas com o tempo o sintoma retorna. O mais difícil, porém o que eu realmente indico para o tratamento dos sintomas ansiosos, é que a pessoa se submeta ao processo de psicoterapia, análise pessoal, com profissionais qualificados para te ajudar.

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo