• Mariana Caroline Pradella

A DIFERENÇA ENTRE:

Atualizado: 16 de Jul de 2020

Depressão Pós Parto x Baby Blues (tristeza materna) x Psicose Puerperal



O preconceito sobre a Depressão Pós Parto já começa quando é diagnosticada, pelo fato da nossa sociedade pregar que a maternidade é linda, como aqueles comerciais onde a mãe e o bebê dormem tranquilos naqueles lençóis brancos de seda... masa realidade é oposta!

Durante a gravidez a mulher passa por várias transformações físicas e emocionais, e para trabalharmos preventivamente esse período a mulher realmente deveria se dedicar a gravidez, focar nela e no bebê, buscar grupos de grávidas, se informar sobre os partos, métodos, intervenções e fazer um plano de parto, para que ocorra tudo da forma como ela planejou, mas também, tendo consciência de que um plano B pode ser necessário. E nesse momento a mãe já percebe que não tem mais o controle de muitas coisas.

Várias dificuldades vão surgir como amamentar, trocar fralda, dar banho, choro constante do bebê, cólicas, tudo são fatores novos para os pais, que não sabem ao certo lidar com essas situações que são novas.

Buscar ajuda nesse momento é fundamental, deixar o orgulho de lado (Super mãe, eu dou conta de tudo) e realmente chamar as pessoas de confiança para ajudar, o papel da mãe é cuidar dela e do bebê, o ideal seria uma pessoa ajudar com a comida, outra deixar a casa relativamente limpa e organizada para que as preocupações com fatores externos da mãe não comprometam esse momento que ela está cuidando e conhecendo o seu bebê. Organizar uma logística em casa é uma ótima dica, pelo menos durante os primeiros meses.


ursos sociais mais recentes. Os leitores poderão compartilhar com facilidade os posts em redes sociais como Facebook e Twitter, ver quantas pessoas curtiram um post, quantas fizeram comentários e muito mais. Com Wix poderá construir com facilidade sua comunidade online.


BABY BLUES – TRISTEZA MATERNA


A tristeza materna ocorre logo após o parto, com sintomas de oscilação de humor, uma angústia, choro fácil, tensão, cansaço, irritabilidade, porém é decrescente, a cada dia esses sintomas vão diminuindo e tendem a sumir após a segunda semana.

É importante perceber que esses sintomas não interferem no funcionamento social da mulher e na relação mãe bebê.


DEPRESSÃO PÓS PARTO


A depressão pós parto é de difícil diagnóstico porque a própria maternidade já mexe muito com a mulher e ela apresenta sintomas que são normais dentro de puerpério:

- Falta de interesse sexual;

- Cansaço;

- Sensibilidade emocional;

- Alteração de apetite.

Para diagnosticar a Depressão Pós Parto a mulher precisa apresentar alguns dos sintomas:

- Perda bem considerável de interesse por atividades que normalmente gostava de fazer;

- Perda de prazer bem considerável;

- Humor depressivo, sentimento de tristeza, vazio, acompanhado de choro fácil e frequente.

Outros sintomas também estão associados:

- Alteração no sono (dificuldade para dormir ou dormir demais onde chega a atrapalhar os momentos em que precisa cuidar do bebê);

- Culpa excessiva junto com sentimento de inutilidade;

- Fadiga e cansaço extremo;

- Agitação ou lentidão motora considerável;

- Depressão profunda quando está acompanhada de pensamento de morte ou planejamento suicida.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo